27 de abr de 2014

Radar portátil

A DR integrou ao processo do radar portátil (Expediente nº 322/11) um relatório para que não se contrate mais esse tipo de equipamento, que expõe os agentes a agressões e custa caro para a CET, por sua inconsistência. Há outras tecnologias que a empresa pode adotar que não deixam nossos agentes tão vulneráveis além do que já são.